Rádio - Vade Mecum Espírita Facebook - Vade Mecum Espírita Twitter - Vade Mecum Espírita
Vade Mecum Espírita

Jesus - Lucas, 10:42 - A Boa Parte


 

Elas são, certamente, as mais desprezadas do mundo dos insetos, por viverem em condições insalubres.
É comum que a primeira reação das pessoas seja pisar ou matar ao ver uma barata em sua frente. Mas, e se todas as pessoas matassem todas as espécies de baratas do mundo?
É claro que as coisas não são tão simples assim. Os biólogos dizem que elas são essenciais para o equilíbrio do delicado ecossistema global.
De acordo com Srini Kambhampati, professor e presidente do departamento de biologia na Universidade do Texas, o desaparecimento das baratas poderia destruir a fluidez do ciclo do nitrogênio.
Kambhampati afirmou ao Huffington Post: “A maior parte da alimentação das baratas possui matéria orgânica em decomposição, o que retém grande quantidade de nitrogênio. A alimentação das baratas tem efeito de liberação de nitrogênio em suas fezes, penetrando no sono, sendo usado posteriormente pelas plantas”.
“Em outras palavras, a extinção das baratas teria um grande impacto sobre a saúde das florestas e, portanto, indiretamente em todas as espécies que vivem lá”.
O professor alertou que existem de 5.000 a 10.000 espécies de baratas também importantes como fonte de alimentos para muitos pássaros e pequenos mamíferos como os ratos.
Por sua vez, estes predadores são em si vulneráveis para outros, como gatos, coiotes, lobos e répteis, bem como águias e outras aves de rapina.
Qualquer corte no número de baratas pode ter efeito cascata sobre o bem-estar de todas as espécies que dependem delas, podendo ter efeito devastador sobre a fauna mundial.
Evidentemente, não existem chances de uma extinção de todas as baratas do planeta (para a infelicidade de algumas pessoas), pelo menos não em breve.
 

Autor: Osmairo Valverde
Fonte: Jornal Ciência
Voltar
Obrigado Jamil Bizin!

Obrigado Jamil Bizin!

Cadastre-se e receba
nossos informativos!

Visão EspíritaVisão Espírita

Ouça todos os Domingos 9h30 às 11h00 com comentários do autor do Vade Mecum Espírita, no site:
www.radiobrasilsbo.com.br

contato@vademecum.com.br | Fone: (19) 3433-8679
2020 - Vade Mecum Espírita | Todos os direitos reservados | desenvolvido por Imagenet