Rádio - Vade Mecum Espírita Facebook - Vade Mecum Espírita Twitter - Vade Mecum Espírita
Vade Mecum Espírita

Conjunto


                     "PaI aqueles que me deste quero que, onde eu es­tiver, também eles estejam comIgo ... " - JESUS- JOAO, 17: 24.
                                           "Arme-se a vossa falange de decisão e coragem! Mão.a ohra! o arado esta pronto; a terra espera; arai" - Erasto (O Evangelho Segundo o Espiritismo – cap. XX, item 4).               

 

 


         Num templo, espírita-cristão, é razoável ano­tar que todo trabalho é ação de conjunto.
         Cada companheiro é indicado à tarefa precisa; cada qual assume a feição de peça particular na engrenagem do servIço, sem cuja coopera­cão os mecanismos do bem nao funcionam em harmonia.
         Indispensável apagar-nos pelo brilho da obra.
         Na aplicação da eletricidade, congregam-se implementos diversos, mas interessa, acima de tudo, a produção da força, e, no aproveItamento da força, a grande usina é um espetáculo de grandeza, mas não desenvolve todo o concurso de que é suscetível, sem a tomada sImples.
         Necessário, assim, saibamos reconhecer por nós mesmos o que seja essencial a fazer pelo ren­dimento digno da atividade geral.
         Orientando ou colaborando, em determina­das ocasiões, a realização mais importante que se nos pede é o esclarecimento temperado de gentileza ou a indicação paciente e clara da verdade ao ânimo do obreiro menos acordado, na edifica­ção espiritual. Noutros instantes, a obrigação mais valiosa que as circunstâncias nos solicitam é o entendimento com uma criança, a conversa­ção fraternal com um doente, a limpeza de um móvel ou a condução de um fardo pequenino.
         Imprescindível, porém, desempenhar seme­lhantes incumbências, sem derramar o ácido da queixa e sem azedar o sentimento na aversão sis­temática. Irritar-se alguém, no exercício das boas obras é o mesmo que rechear o pão com cinzas.
         Administrar amparando e obedecer, efetuan­do o melhor! ... Em tudo, compreender que o modo mais eficiente de pedir é trabalhar e que o .processo mais justo de recomendar é fazer, mas trabalhar e fazer, sem tristeza e sem revolta, en­tendendo que benfeitorias e providências são re­cursos preciosos para nós mesmos. Em todas as empresas do bem, somos complementos naturais uns dos outros. O Universo é sustentado na base da equipe. Uma constelação é família de sóis. Um átomo é agregado de partículas.
         Nenhum de nós procure destaque injustifi­cável. Na direção ou na subalternidade, baste-nos o privilégio de cumprir o dever  que a vida nos as­sinala, discernindo e elucidando, mas auxiliando e amando sempre. O coração, motor da vida orgânica,  trabalha oculto e Deus, que é para nós o Anônimo Divino, palpita em cada ser, sem jamais individualizar-se na luz do bem.

                                         

Autor: Emmanuel
Fonte: Livro da Esperança (Lição 69)
Voltar
Obrigado Jamil Bizin!

Obrigado Jamil Bizin!

Cadastre-se e receba
nossos informativos!

Visão EspíritaVisão Espírita

Ouça todos os Domingos 9h30 às 11h00 com comentários do autor do Vade Mecum Espírita, no site:
www.radiobrasilsbo.com.br

contato@vademecum.com.br | Fone: (19) 3433-8679
2020 - Vade Mecum Espírita | Todos os direitos reservados | desenvolvido por Imagenet